GRATIDÃO É UM AMBIENTE!

Atualizado: 6 de dez. de 2021

Então tiraram a pedra, Jesus olhou para cima e disse: "Pai, eu te agradeço porque me ouviste. Eu sei que sempre me ouves, mas disse isso por causa do povo que está aqui, para que creiam que tu me enviaste". Depois de dizer isso, Jesus bradou em alta voz: Lázaro, venha para fora!" João 11:41-43



Todo o contexto do capítulo 11 de João vai narrar a trajetória que Jesus fez até chegar onde Lázaro (que estava doente) se encontrava. Todas as notícias referente a ele chegaram a Jesus antes que ele de fato morresse, e, é natural tentarmos entender o porque Jesus, sabendo qual era o real estado de Lázaro e o que isso poderia ocasionar, mesmo assim escolher "demorar" para chegar até aquele a quem ele amava.


Na história de Lázaro, Marta, se dirigiu a Jesus dizendo: "se o Senhor estivesse aqui, meu irmão não teria morrido". Dessa mesma forma, questionamos em nossas vidas. Por sabermos que Deus é aquele que vê e sabe todas as coisas, não conseguimos compreender o porque Ele não faz, age, intervém, no momento e na hora que queremos e que estamos vivenciando o que estamos vivenciando.


O que mais se destaca nessa história, não foi o questionamento natural de Marta, mas sim, o posicionamento de Jesus. A Palavra do Senhor é clara quando diz em Eclesiastes 3:1: "Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu". Sabendo disso, o primeiro posicionamento de Jesus foi fazer o que precisava ser feito independente da circunstância. Outro ponto importante é que, Jesus sabia quem era, e quem Ele estava representando. Sabia onde estava a sua comunhão e por isso se movia na verdade que habitava, onde nada é impossível para Deus. Jesus se posicionou como filho que sabe que é ouvido pelo Pai, se posicionou como filho que se move pelas direções e propósitos do Pai e não pelo o que dizem ou pelo o que a circunstância apresenta.


No trecho em que Jesus ora a Deus antes de chamar Lázaro para vir para fora, Ele demonstra claramente qual é o ambiente que um filho que tem comunhão com o Pai e sabe que é ouvido precisa carregar, o ambiente de GRATIDÃO.

Ele diz: PAI EU TE AGRADEÇO PORQUE ME OUVISTE. Ei! Preste atenção nisso!

Ele não estava agradecendo pelo o que a circunstância estava apresentando, a realidade de Jesus nunca foi e nunca vai ser o natural, a realidade de Jesus era, é e para sempre será o sobrenatural. Sendo assim, Ele agradeceu antes mesmo de se concretizar a realidade de Lázaro, a realidade de pelo poder de Deus, viver.


Somos levados pelo o que vemos, ouvimos, nossos achismos, menos pela realidade que Deus nos convida, a realidade de filhos que tem tanta comunhão com o Pai, que só consegue se mover nesse ambiente de gratidão. Onde não estamos apenas gratos pelo o que ainda pode acontecer, mas pelo o que Deus já fez em nossas vidas, pela maneira como Ele continuamente cuida de nós, pelo privilégio e honra de podermos nos achegar a Ele e se lançar em uma comunhão genuína com alguém tão santo, tão perfeito, alguém que pode nos preencher como ninguém e nada é capaz de preencher. Alguém que é literalmente suficiente!



Caro leitor, eu não sei como tem sido os seus dias, e nem sei como foi que você chegou onde chegou, mas quero te lembrar que Deus continua sendo suficiente, e que a comunhão com Ele continua sendo o único caminho que nos conduz a esse ambiente de gratidão tão intensa. Sua vida passa a ser uma canção de adoração a Ele em todo o tempo, e tudo o que você quer é continuamente agradecer. Pois ninguém vai ser para nós o que SÓ ELE É!

Êxodo 3;14: Eu Sou o que Sou.


Que Deus continue abençoando vocês!


Allana Marques

 

Quer conhecer mais da Família IDE? Visite-nos! Queremos conhecer você😉


Gostou do nosso artigo? Compartilhe no Facebook.


Clique aqui, conheça nosso canal no Youtube e seja alimentado pela Palavra de Deus!

Quer ficar por dentro de todas as notícias que estão acontecendo na Família IDE? Acesse aqui.

Deseja falar conosco ou conhecer mais do nosso trabalho? Visite-nos.😉


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo